Você tem um negócio e achou que seria fácil vender na internet? Você tentou e se decepcionou? Não se preocupe, isso é normal. A internet tem se tornado cada vez mais competitiva.

Todos sabemos das incríveis novidades e oportunidades que surgiram com a internet. Hoje toda empresa de destaque possui um site e um trabalho nas redes sociais. Na fase de expansão da internet, quando ela ainda era uma terra a ser desbravada, haviam muitas oportunidades que podiam ser aproveitadas com pouco esforço (conheça mais sobre a História da Internet), mas com necessidade de bastante conhecimento técnico. Hoje qualquer pessoa pode divulgar facilmente na internet com ajuda de diversos canais e ferramentas. No entanto, essa democratização da internet trouxe novas dificuldades.

Hoje a dificuldade é aparecer e se destacar numa mídia tão disputada. E pior, uma estratégia de marketing digital pode lhe trazer resultados negativos. E já que estamos falando para pequenas empresas e microempreendedores como vender na internet, estamos partindo do ponto que não há grande capital para investir. Então vamos dar algumas dicas para você que quer vender na internet gastando pouco ou apenas tempo.

Receba conteúdos exclusivos sobre empreendedorismo digital

1- Nada tem custo zero

nada-tem-custo-zero

 

 

Primeiro vamos desconstruir este mito. Você sabe que no mercado tempo é dinheiro. Se você não vai gastar seu dinheiro contratando uma empresa para cuidar do seu marketing digital, então você vai precisar gastar tempo. Se no momento você tem tempo ocioso, ótimo, bote a mão na massa. Mas lembre-se que isso não pode atrasar outras tarefas essenciais de sua empresa, como o financeiro, logística etc.

Quando o tempo ficar escasso e seus recursos aumentarem, não hesite em contratar uma empresa especializada, pois além de focar no essencial, você terá melhores resultados.

 

 

2- O mais importante é ter foco e rotina

tenha-foco-e-rotina

 

 

Você não vai conseguir criar um site gratuito, escrever artigos de conteúdos para “rankear” no google, postar no Facebook, Instagram e fazer email marketing. Cada uma dessas mídias exigem conhecimentos específicos Além disso, no mundo digital tudo muda rapidamente e é preciso estar ligado às mudanças. Não basta escrever um texto no site sem usar técnicas de SEO, não basta postar no Facebook sem analisar seu público. Então pesquise, decida em qual ferramenta você vai focar e leia muito sobre o tema.

Também será preciso rotina. Postar muito em uma semana e depois ficar vários dias sem postar não é bom, pois você pode perder o engajamento que está adquirindo. Não comece algo para “fazer mais ou menos”, quando alguém entra no site da sua empresa ou na sua página do Facebook e vê informações desatualizadas, ele perceberá facilmente o abandono e isso jogará contra sua empresa.

 

 

3- Seja criativo e não repetitivo

muitos baloes de venda poluindo a visão

 

Junto com o desenvolvimento da internet surgiu também um novo tipo de consumidor. Se você gosta de pesquisar na internet antes de comprar um produto; leva em conta os valores éticos da empresa; compartilha uma propaganda criativa, procura comentários de pessoas que já compraram o mesmo produto; então você também faz parte desse grupo.

Não basta publicar todos os dias: compre meu produto, o meu produto é o melhor, o meu produto é barato, o meu produto… Isso não atrai as pessoas, ao contrário, pode afastá-las. Essa é a forma antiga de fazer marketing, o marketing outbound, ou seja, fazer propaganda para muitas pessoas com objetivo de atingir o público-alvo. É como distribuir milhares de panfletos em uma esquina movimentada, ou anunciar na TV onde milhares de pessoas estarão assistindo.

Para pequenas empresas e MEIs (acesse o link para saber tudo sobre MEI e o que é necessário para tornar-se um) que querem investir na internet, o marketing inbound é melhor pois é efetivo e tem custo mais baixo. Nesta forma de marketing você busca atingir o perfil ideal de seu cliente e aproximá-lo de sua marca. Mas para isso não basta anunciar, é preciso dar também. É como este artigo que você está lendo, nós oferecemos essas informações gratuitas para que o leitor faça seu próprio marketing, mas também oferecemos a opção de contratar a Empresa Digital para fazê-lo.

Então se você quer anunciar efetivamente na internet você precisará oferecer informações, textos, gráficos, ebooks etc; de forma gratuita para atrair seu cliente. Fazê-lo curtir sua página, acessar seu site, enviar seu email para, no momento adequado, fazer a sua venda. Então seja criativo em suas propagandas e gere conteúdos relevantes para o público que você pretende atrair.

 

4- Tenha um site e fique no controle da sua empresa

preciso-ter-um-site

 

Conhecemos alguns casos onde o empreendedor consegue utilizar apenas redes sociais. Isso porque com o Facebook você poderá, sem gastos, criar uma página e atingir seu público próximo mais rapidamente. Você também pode criar uma loja dentro de sua página no Facebook para facilitar suas vendas.

Mas lembre-se que seu site é a sua casa na internet. Como você paga a hospedagem e o domínio do site, você não vai perdê-los do nada. Já as redes sociais podem tanto falir, como podem mudar suas regras de uma hora pra outra e afetar profundamente seus negócios. Isso já aconteceu com o Facebook, que começou a priorizar as propagandas pagas e enfraqueceram o tráfico orgânico (aquele que você consegue sem pagar). Então não dá para apostar todas as suas fichas numa “casa alugada”.

Além disso, o site traz confiabilidade para sua empresa e pode conter informações que serão encontradas nos buscadores como Google. As informações de um site podem ser mais longas e detalhadas e elas não ficarão perdidas com o tempo, como acontece na timeline do Facebook. Ao contrário, quanto mais tempo “no ar” e mais acessos uma página de seu site tem, mais os buscadores indicarão seu site.

Quer saber mais sobre sites, suas necessidades, vantagens e custos? Veja este artigo sobre sites WordPress  ou descubra porque porque as redes sociais não substituem um site.

 

5- Valorize sempre o retorno do seu cliente

valorize-o-retorno-do-seu-cliente

 

O novo consumidor gosta de se comunicar. Abra espaço sempre para que seu cliente possa avaliar seu serviço, comentar ou mesmo criticar negativamente. Isso é o que chamamos de feedback. No início é normal criarmos estratégias erradas por deduzir o que um cliente vai pensar ou preferir, se o valor será caro, se o tamanho será adequado, qual o melhor dia para anunciar etc. Mas quando seu cliente diz algo isso é um dado concreto e, geralmente, essa opinião representa a opinião de várias pessoas.

Então faça perguntas, procure saber como o cliente obteve seu contato, o que ele achou do produto, se ele tem alguma sugestão etc. Se alguém sugerir algo, mesmo que não seja viável, agradeça, diga que irá analisar a questão.

Na internet as pessoas adoram compartilhar. Elas irão compartilhar seu produto se forem bem atendidas, mas também podem compartilhar uma informação negativa. Nesse caso entre em contato publicamente pedindo desculpas pelo ocorrido e continue a conversa de forma privada.

E se algum cliente fizer um comentário positivo de forma privada, solicite ou encoraje-o a publicar em sua página no Facebook ou site.

 

6- Não ache que vender na internet é algo rápido

Marketing não é mágica e não se trata apenas da venda direta. A venda está relacionada com diversos outros fatores relacionados ao marketing. Por mais que você precise de vendas no curto prazo, você precisa construir sua marca. Ter uma logomarca, um slogan, um estilo de linguagem, cativar seu público, realizar um bom atendimento etc.

Muitas vezes a pessoa atingida pela primeira propaganda não se tornará seu cliente. No entanto você não pode desanimar. Você precisa cativar esse cliente. Lembre-se: foco e rotina. Com o tempo seus anúncios irão melhorando com a experiência e o retorno dos clientes. Quando tiver possibilidade crie ou compre seu próprio site e trabalhe-o em parceria com as redes sociais.

Certamente você terá bons resultados se seguir estas dicas e continuar pesquisando sobre o assunto. Se tiver alguma dificuldade, deixe seu comentário aqui ou envie um email e ajudaremos no que pudermos.