Se você possui uma empresa ou negócio, certamente já pensou em comprar um site. É provável até que você já tenha passado por uma experiência frustrada. Em nossa experiência com a Empresa Digital desenvolvendo sites há anos (para clientes de diversos segmentos), percebemos que cerca de 60% de nossos clientes vinham de uma primeira experiência frustrada.

Muita gente perde dinheiro na ânsia de ver seu negócio na internet. Então vamos dar algumas dicas para você evitar esses erros e aumentar suas vendas, além de saber quanto vai ter que desembolsar.

 

Quanto vou gastar para comprar site?

O custo de seu site vai depender do seu projeto, obviamente. Mas se você não possuir pelo menos R$ 2.000 reais para investir, o melhor seria você mesmo estudar e utilizar ferramentas de criação de site grátis (veja também o artigo Vale a pena fazer curso de marketing digital?).

Pagar alguém sem qualificação ou experiência (como seu sobrinho de quinze anos) vai lhe trazer muitos problemas. O barato acaba saindo caro. Ter um site feio, desatualizado ou com mal funcionamento vai, com certeza, impactar negativamente na imagem de sua empresa.

Se você vai economizar contratando um freelancer inexperiente, deve considerar que o risco de prejuízo também aumenta muito. Certamente você perderá tempo para:

 

  • orientar bem esse profissional com seus objetivos (com um bom brifieng);
  • pesquisar os sites da concorrência (evite novidades, procure seguir a tendência);
  • garantir que o serviço esteja assegurado com um contrato especificando todos os detalhes do projeto;
  • aprender a gerenciar hospedagem e domínios, já que ao fim do projeto, esses serviços ficam por sua conta.

Por outro lado, o preço máximo de um site também varia muito. Então se você quer gastar menos, não tente inovar muito no design e na tecnologia. Siga a tendência. Faça primeiro seu site, depois pense na loja virtual, nas integrações e funções extras. Não tente fazer tudo de uma vez, vai sair caro e se der errado, o prejuízo será maior.

Tenha em mente que um site ou e-commerce não dará retorno imediato, então não faça um investimento desesperado. Se você precisa de resultados maiores ou mais rápidos, vai ter que investir algo em torno de 5.000 mil reais além de dinheiro extra para investir em anúncios pagos.

 

Gostou deste artigo?

Receba conteúdos exclusivos sobre marketing digital e software livre no seu email


Comprar site evitará que eu tenha trabalho?

Isso depente. Como dissemos acima, não dá pra pagar pouco e receber a mesma qualidade do serviço mais caro. Então se você já definiu seus objetivos e o valor adequado a ser investido terá que procurar freelancers ou agências (mais caras).

Para selecionar um profissional visite seu site e confira o portfólio e referências. Não espere que ele possa criar algo muito diferente do seu portifolio. Por mais que você entenda do seu negócio, você precisará confiar no seu design, pois essa não é sua área. Lembre-se que marketing/design são conhecimentos e técnicas específicos, e não gosto pessoal.

Um problema que costuma ocorrer com projetos são os atrasos. Verifique se o profissional definiu bem seu cronograma, se seus prazos são realistas. Lembre-se que boa parte das informações do seu negócio serão passadas por você. Então não atrase no envio de informações para não atrasar o cronograma. Se tiver alterações, tente fazê-las de forma pontual e em momento pré-definidos. Ficar solicitando mudanças o tempo todo pode tornar o projeto interminável.

Já definiu seus custos e escolheu o profissional? Então fique atento aos pontos abaixo para evitar que seu site acabe em dor de cabeça:

  1. Prestação de Serviço não é uma ciência exata e muitos problemas podem surgir. Então garanta que tudo está definido em contrato e fique atento aos detalhes.
  2. Garanta que seu desenvolvedor vai usar uma linguagem ou software conhecido, como WordPress. Tecnologias muito específicas podem causar problema se o projeto for interrompido e você precisar contratar outro profissional (mesmo que seja para atualizações futuras). Se não você poderá ter que recomeçar seu site do zero.
  3. Lembre-se que existem custos de hospedagem e domínio. Talvez eles estejam embutidos no valor acordado pelo seu designer/freelancer, mas esses custos são anuais. Não pagar pode significar perder todo o seu site ou torná-lo inacessível. Garanta que o desenvolvedor vai lhe dar os dados de acesso desses serviços e você terá que guardá-los bem. Perder a senha pode ser um enorme problemas (mas muito comum).

Vou recuperar meu investimento rapidamente?

 

Vamos considerar que seu site está no ar. Finalizado, todo bonito, com fotos, logomarca, endereço, contato e até mesmo loja virtual. Maravilha, isso quer dizer que agora é só ganhar dinheiro? Infelizmente não. Ter um site hoje, é apenas o primeiro passo para investir na internet.

Há 20 anos atrás ter um site era uma forma de se destacar, pois era algo raro. Hoje, é preciso considerar a concorrência e as mudanças culturais e tecnológicas.

Um site abandonado (mesmo que seja lindo) não vai atrair possíveis clientes para seu negócio. Seu site só vai ter sucesso se considerar essas questões:

  • Site não pode ser estático. Ele precisa ter informações gratuitas para atrair o cliente, ou seja, conteúdo orgânico. Além de ser um atrativo, quanto mais e melhor for o conteúdo de seu site, mais chances ele tem de aparecer nas primeiras página do Google (saiba mais em Como aparecer no Google: escreva para robôs).
  • As redes sociais também são importantes e elas devem ser usadas para direcionar seus seguidores para o site. Não deixe suas redes sociais competirem com o site, mas faça-as trabalhar juntas.
  • Quando o cliente chega no seu site, ele é conduzido para comprar seu produto/serviço adequadamente? Por isso é preciso que seu site tenha um funil de vendas calibrado, pois acessos (tráfego) que não se tornam vendas não vão ser muito úteis. Garanta que seu desenvolvedor esteja por dentro dessa estratégia básica de marketing.
  • Tenha em mente que a maioria dos clientes não compra seu produto na primeira visita ao seu site. Mais de 90% dos compradores online pesquisam antes de comprar. Então é importante manter uma conexão permanente com seu futuro cliente, transformando-o em um contato (lead). Você precisará de estratégias de email marketing para continuar alcançando seu lead, mesmo que ele não esteja acessando seu site.

Uma opção diferente e inovadora

Esperamos que com essas dicas você evite muitos problemas na hora de comprar site. São informações que aprendemos com nossa experiência e de nossos clientes.

 

É por isso também que desenvolvemos a plataforma Empresa Digital. Para ajudar o pequeno empresário com todas estas questões, desenvolvemos um plano mensal que inclui todos os serviços que você precisa. Se você está sem tempo, nossa equipe faz seu site, produz conteúdo e ainda dá suporte e consultoria.

 

Ficou interessado? Envie seus dados e teste gratuitamente nossa Plataforma de Marketing Digital e Vendas.

 

Vamos conversar sobre o seu projeto?